Quer comprar os famosos biquínis Salinas por apenas R$29,90 ? Clique na foto!

Quer comprar os famosos biquínis Salinas por apenas R$29,90 ? Clique na foto!
Clique na foto e seja levado à nossa loja com mais de 5.000 biquínis

sábado, 25 de julho de 2009

Fábulas de formiga...

FORMIGA 1


Certo dia alguém ao passar por uma estrada de ferro viu uma formiga SAUVA,

sem a bunda, e chorando desesperadamente.

Então esse alguém lhe perguntou:

- Que aconteceu dona formiga?

- Eu estava descansando sentada no trilho, quando veio um trem e cortou a

minha bunda, respondeu a formiga.

Então esse alguém deu-lhe uma sugestão:

- Volta lá e procura a sua bunda, quem sabe ela está lá ainda inteira e você

consiga enxertá-la novamente.

- A formiga então voltou e começou a andar pelo trilho, quando veio um outro

trem, e passou por cima de sua cabeça.

Moral da História: "Não perca a cabeça por causa de uma bunda."


FORMIGA 2

Um certo dia a formiguinha estava atolada na areia movediça, quase morrendo. O elefante avista a cena e tenta a todo custo salvá-la. Joga a pata e ela não consegue alcança-la. Joga a tromba e nada.Joga o rabinho e nada... Então ele pensou: Vou jogar a maior parte do meu corpo: o meu pintão.

Dito e feito: o elefante jogou seu pintão e a formiguinha foi escalando, escalando

e salvou-se, ficando eternamente grata ao elefantinho. Muito tempo se

passou, a formiguinha foi para Wall Street, ganhou dinheiro na bolsa, ficou

milionária e pensou:

- "Vou visitar os parentes".

Pegou então sua Cherokee e saiu pilotando por ai. Eis que avista o elefante

na mesma cena em que um dia ela se encontrava: atolado na areia movediça.

Foi lá avidamente salvar seu amiguinho. Jogou a patinha e nada de alcançar o

elefantinho. Jogou a bundinha e nada. Jogou a anteninha e nada .. Correu

para sua Cherokee e pegou seu enorme cabo de aço, jogou para o elefante,

amarrou-o e saiu acelerando, salvando finalmente seu amiguinho.

Moral da história: "Quem tem carro importado não precisa ter pinto grande."


FORMIGA 3

Era uma vez, uma formiguinha e uma cigarra muito amigas.

Durante todo o outono,a formiguinha trabalhou sem parar, armazenando comida para o período de inverno.

Não aproveitou nada do sol, da brisa suave do fim da tarde e nem do bate papo com os amigos ao final do trabalho tomando uma cervejinha.

Seu nome era "trabalho" e seu sobrenome "sempre".

Enquanto isso, a cigarra só queria saber de cantar nas rodas de amigos e nos bares da

cidade; não desperdiçou um minuto sequer, cantou durante todo o outono,

dançou, aproveitou o sol, curtiu para valer sem se preocupar com o inverno

que estava por vir. Então, passados alguns dias, começou a esfriar.

Era o

inverno que estava começando. A formiguinha, exausta de tanto trabalhar,

entrou para a sua singela e aconchegante toca repleta de comida. Mas alguém

chamava por seu nome do lado de fora da boca.

Quando abriu a porta para ver quem era, ficou surpresa com o que viu: sua amiga cigarra estava dentro de

uma Ferrari com um aconchegante casaco de vison. E a cigarra disse para a

formiguinha:

- Olá amiga, vou passar o inverno em Paris. Será que você poderia cuidar da

minha toca? E a formiguinha respondeu:

- Claro, sem problemas ! Mas o que lhe aconteceu ? Como você conseguiu

dinheiro para ir a Paris e comprar esta Ferrari?

E a cigarra respondeu:

- Imagine você que eu estava cantando em um bar na semana passada e um

produtor gostou da minha voz. Fechei um contrato de seis meses para fazer

shows em Paris... A propósito, a amiga deseja algo de lá ?

Respondeu a formiguinha:

- Desejo sim. Se você encontrar um tal de La Fontaine (autor da fábula

original) por lá, manda ele ir para a PUTA QUE O PARIU!!!

Moral da história: "Aproveite sua vida, saiba dosar trabalho e lazer, pois

trabalho em demasia só traz benefício em fábulas do La Fontaine e ao seu patrão."

Postar um comentário

Google+