Quer comprar os famosos biquínis Salinas por apenas R$29,90 ? Clique na foto!

Quer comprar os famosos biquínis Salinas por apenas R$29,90 ? Clique na foto!
Clique na foto e seja levado à nossa loja com mais de 5.000 biquínis

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Metade dos homens terminaria relacionamento com mulheres que ganham peso


27 de julho de 2011 | 18h 45

 Chris Michaud

NOVA YORK, 27 de julho (Reuters Life!) - Os homens se preocupam mais com o tipo de corpo de sua parceira do que as mulheres com o corpo de seu parceiro, mas também parecem valorizar mais a vida familiar, revelou uma pesquisa divulgada na terça-feira.
Quase metade dos homens entrevistados na pesquisa, conduzida com 70 mil pessoas, disse que terminariam com uma parceira que ganhasse peso, contra apenas 20 por cento das mulheres que fariam o mesmo.
Dois terços dos homens disseram já ter tido fantasias com as amigas de suas parceiras.
 Apenas um terço das mulheres já fez o mesmo.
"Ao mesmo tempo em que os homens ficam mais à vontade em encontrar suas namoradas online e menos ansiosos por saber com quem ela está fazendo amizade online, seus outros comportamentos românticos mostraram ser atemporais: para eles, o cavalheirismo não morreu, o tamanho do corpo tem importância e as mulheres perdoam, enquanto os homens esquecem",disse James Bassil, editor-chefe da AskMen, que fez a pesquisa em conjunto com a Cosmopolitan.com.
Embora apenas 18 por cento das mulheres disseram que gostariam que seu parceiro fosse mais bem dotado, mais de 51 por cento dos homens entrevistados revelam que gostariam de sê-lo.
Mas a pesquisa também revelou que 39 por cento dos homens apontam a família como sua primeira opção em matéria de símbolo máximo de status.
Já entre as mulheres, 43 por cento citaram uma casa bonita, contra apenas 6,5 por cento dos homens. 
Um quarto das mulheres citou um parceiro bem sucedido como seu símbolo máximo de status.
Mas os homens demonstraram mais tendência a mentir sobre o número de parceiras sexuais que já tiveram (50 por cento) que as mulheres (35 por cento).
Uma coisa sobre a qual homens e mulheres se mostraram de acordo foi a pílula anticoncepcional masculina, ainda não desenvolvida mas que mostrou ser popular entre todos.
Mais de metade das mulheres gostaria que seu parceiro a tomasse e mais de dois terços dos homens disseram estar dispostos a aderir à contracepção masculina.
Homens e mulheres divergiram quanto a pagar a conta em seus encontros, pelo menos na fase inicial de um relacionamento.
Mais mulheres -- 38 por cento -- acham que devem pagar por suas próprias despesas, contra 33 por cento para quem é o homem quem deve pagar a conta. 
Mas 59 por cento dos homens acham que devem pagar a conta, pelo menos enquanto o relacionamento não estiver consolidado.
Quase 80 por cento dos homens disseram sentir-se prejudicados nos processos de divórcio.
Porém mais mulheres acham que os dois sexos recebem tratamento igual do que o número de mulheres que concordam que os homens são prejudicados.
As mulheres se mostram muito menos à vontade com a ideia de seus parceiros continuarem a manter contato com sua ex. Mais de dois terços dos homens não se importam se sua parceira é amiga do ex dela no Facebook, contra 38 por cento das mulheres.
Mas três quartos dos homens entrevistados disseram que, para eles, enviar mensagens de texto de teor sexual equivale a trair. 
Postar um comentário

Google+