Quer comprar os famosos biquínis Salinas por apenas R$29,90 ? Clique na foto!

Quer comprar os famosos biquínis Salinas por apenas R$29,90 ? Clique na foto!
Clique na foto e seja levado à nossa loja com mais de 5.000 biquínis

domingo, 20 de novembro de 2011

Por que aceitamos a pecha de país de pretos, pobres e putas?

O Brasil é ainda hoje um dos 10 países com o maior número de analfabetos do mundo.
Posso estar errado nessa classificação e em outras informações numéricas, que não compromem o raciocínio do texto.
Livros escolares da minha infância ensinavam que a população do Brasil era composta, em sua maioria, de brancos, pretos e índios, que geravam mulatos, caboclos, cafusos, caborés, etc.
Hoje temos grande quantidade de asiáticos, que colaboram com a miscigenação do nosso povo que e que com o clima tropical produzem os ditos negros, mulatos e  as famosas mulatas.
Não há estatísticas confiáveis, a respeito da prostituição no Brasil, sendo certo que os números preocupam, especialmente pelo atrativo que as belas mulatas causam no povo europeu, vide os programas especiais de todas as televisões.
Não há filme, brasileiro, pornográfico ou não, que não faça grande alarde ao trio do título.
Recentemente a HBO, num programa que é transmitido para todo o mundo, diz que a indústria de filmes pornográficos no Brasil fatura cerca de 200 milhões de dólares anualmente.
Sabem o que tem nesses filmes? Além do óbvio, é claro, mulatas, pobres e putas. Algumas vezes eles colocam um negrão bem dotado, nunca dono de um belo apartamento e se ele estiver saindo de um belo carrão, certamente é o motorista ou está  jogando alguém no porta-malas.
Soube  que um pessoal rodou um filme no Guarujá, patrocinado pela Associação Comercial, pela Prefeitura Municipal e por alguns comerciantes. O título? Gari.
Estou aguardando ansiosamente o desenrolar dos fatos para assistir e comentar o filme, ver a qualidade da produção e poder comentar se tem valor moral apregoado ou só violência e nudez gratuita.
Mas voltando à pecha de país de pretos, pobres e putas, com a qual não me conformo, tenho vários amigos negros, empresários de sucesso, amigas mulatas que não são putas e que a maioria dos meus amigos não pode ser considerada de ricos.
Fico me perguntando o que fazer para não ser questionado nas minhas viagens a respeito desse trio e do turismo sexual, cuja divulgação se espalha por todo o mundo.
Uma única resposta para todos os problemas do Brasil está na educação.
Com índice de analfabetismo gigante, com a maior parte dos alfabetizados tendo apenas o curso fundamental, ou nem isso, certamente será difícil conscientizar o exercício da cidadania que permitirá que as mulheres não se prostituam que os pobres tenham acesso aos bens materiais, que os transformem em cidadãos de verdade, que os negros se espelhem em figuras como o ídolo e esportista negro mais conhecido no mundo, que está mais preocupado com verdades absolutas, do que ser chamado de negão ou de processar alguém por racismo.
Não se deve avaliar o individuo pela cor da pele,mas o que esse individuo faz para valorizar ou desvalorizar os da sua raça.
Quando se percebe, que as páginas policiais estão repletas de  uma maioria significativa de uma raça,cor ou credo, é hora de acabar com o proselitismo e colocar mãos à obra, para acabar com o analfabetismo moral de políticos ladrões.
Postar um comentário

Google+